Fotos da Nação

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Zico diz que é chato ver torcedores vibrando contra a própria equipe

Maior ídolo da história do Fla acredita em título do Fluminense e afirma que Rubro-Negro depende de suas forças para permanecer na Série A

Por Márcio Iannacca Rio de Janeiro

Zico Neymar Soccerex
Zico conversa com Neymar após painel na
Soccerex (Foto: Divulgação / Soccerex)



O ex-jogador Zico participou de um painel nesta terça-feira na Soccerex, convenção de negócios e futebol, realizada no Forte de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Após o evento, o maior ídolo da história do Flamengo conversou com os jornalistas e lamentou ter visto torcedores vibrando contra os seus próprios clubes na última rodada do Campeonato Brasileiro.
- Acho que isso é fruto de algumas rivalidades criadas entre torcidas, através de dirigentes. É duro você ver no estádio um torcedor contra o seu próprio time. Isso tira às vezes até o próprio ânimo do profissional. O cara pensa: “o meu próprio torcedor está contra, então por que estou me empenhando aqui?”. Creio que a orientação dos treinadores é sempre no sentido de ir lá e cumprir a obrigação, independentemente de quem será o campeão. É muito chato assistir a isso. Claro que mexe com a credibilidade. Vendo uma coisa dessa eu mudo de canal e vou para outro jogo.
Na opinião de Zico, o Fluminense dificilmente não será o campeão brasileiro de 2010.
- Está com a mão, com o pé, com a cabeça. Vai pegar um time desfigurado agora no próximo jogo e no último joga em casa contra uma equipe que está com a corda no pescoço e que não ganha fora de casa há 15 jogos, então acho que o Fluminense tem todas as condições de levar esse título.
O ex-jogador afirmou ainda que o Flamengo depende apenas de suas forças para seguir na Série A em 2011.
- O Flamengo ainda corre risco matematicamente, mas depende só dele. Pode até com os 43 pontos permanecer na Série A, mas acredito que o time tem todas as chances de vencer o Cruzeiro, acredito na vitória nesse jogo.


Fonte: globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário