Fotos da Nação

domingo, 28 de novembro de 2010

Pai de Forlán diz que Fla e Timão querem o filho

Na última sexta-feira, Pablito Forlán irmão e agente do jogador, afirmou não conhecer interesse do Flamengo
Forlán - foto:Reuters  
Forlán também interessa ao Corinthians (Foto:Reuters)
LANCEPRESS!
Publicada em 27/11/2010 às 19:29
Rio de Janeiro


Na última sexta-feira, o irmão, agente e conselheiro de Forlán, Pablito Forlán, disse desconhecer qualquer interesse do Flamengo no seu irmão. Ontem, porém, o pai do atacante, o ex-lateral do São Paulo, Pablo Forlán, afirmou que não só Flamengo, mas também o Corinthians tem interesse no uruguaio.

– Eu gostaria que ele jogasse pelo São Paulo e acho que ele também. Mas é verdade que Flamengo e Corinthians enviaram emissários para ver a possibilidade de ele jogar no Brasil – disse Pablo Forlán em entrevista à Rádio Globo.
O uruguaio Forlán foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.


 Fonte: LanceNet

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Diego Maurício prepara ‘bonde’ e dancinha para jogo contra o Cruzeiro

Caso Deivid não jogue, atacante deve ser titular do Fla ao lado de Diogo. Ideia é alugar uma van para levar a família a Volta Redonda
Por Richard Souza Rio de Janeiro
diego mauricio comemora gol do flamengo sobre o guarani 

Diego Maurício dança para comemorar seu gol
(Foto: Alexandre Durão / Globoesporte.com)



Apesar de a situação do Flamengo ainda ser difícil no Campeonato Brasileiro, Diego Maurício não consegue tirar o sorriso do rosto. Herói da vitória por 2 a 1 sobre o Guarani, sábado passado, o garoto retomou a confiança depois de um período de oscilações e é todo disposição para ajudar o time a eliminar de vez o risco de rebaixamento. Neste domingo, o Rubro-Negro enfrenta o Cruzeiro, em Volta Redonda, pela 37ª rodada. A duas rodadas do fim, será uma nova decisão. A equipe precisa pontuar de qualquer maneira.
O atacante ainda não sabe se vai jogar. A dupla que começou o jogo contra o Bugre foi formada por Diogo e Deivid. Este último, no entanto, torceu o tornozelo direito na metade do primeiro tempo e deu lugar a Diego Maurício. Iluminado, ele entrou e fez o gol que garantiu três preciosos pontos. Caso Deivid não tenha condições, é bem provável que ele comece contra os mineiros.
- Creio que o Deivid vai estar 100%. Independentemente de quem ele (Vanderlei Luxemburgo) colocar dentro de campo, são jogadores capacitados. Vou estar sempre presente, disposto – afirmou.
Assim como a maior parte dos jogadores, Diego pede aos rubro-negros que lotem o Raulino de Oliveira. O grupo espera ser abraçado novamente. O camisa 49, inclusive, planeja reforçar a torcida com parentes.
- Tem muita gente da família. Não dá para contar na mão. Vou tentar alugar uma van. Se pintar um cascalho, quero levar minha família ao jogo (risos). Vale a pena. São as pessoas que me ajudam, que sempre fizeram de tudo para me ajudar, fizeram o melhor para mim. Tenho uma boa recordação de Volta Redonda, do jogo contra o Atlético-GO. Estava cheio e fiz um gol. Foi uma vitória importante, pois poderíamos entrar na zona de rebaixamento. Quero convocar a torcida, que ela possa comparecer. Tenho certeza que vai participar – afirmou.
Motivado e confiante, ele planeja até uma nova comemoração com dancinha, como a que fez contra o Guarani (assista ao vídeo).- Sempre penso numa comemoração. A molecada da base tem umas brincadeirinhas bobas. Hoje, tem garotos comigo no profissional como o Galhardo, o Negueba. Sou bem molecão. Eles não estavam no jogo contra o Guarani e fiquei sozinho, isolado na comemoração. Me abandonaram na hora boa (risos). Um dia os três vão estar juntos representando o Flamengo com dancinha e com gols. Se fizer gol, vou fazer uma nova. Vou tentar – afirmou. O Flamengo é o 13º na tabela, com 43 pontos. A partida contra o Cruzeiro será às 17h (de Brasília). A Raposa tem 63, em terceiro, ainda com chances de título.


Fonte: globoesporte.com

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Campanha do tijolinho: Fla arrecada mais de R$ 1 milhão em 15 dias

Clube ultrapassa a marca de quatro mil unidades vendidas em duas semanas do projeto ‘Rubro-negro para sempre’

(Creditos: Imagem do Site oficial do Flamengo)

Os torcedores do Flamengo têm demonstrado apoio ao projeto “Rubro-negro para sempre”, lançado há duas semanas. Segundo o departamento de marketing do clube, até a tarde desta terça-feira foram vendidas 4.100 unidades (R$ 250 cada) do lote inicial de cinco mil. O número garante ao clube R$ 1,025 milhão.
- Realmente a campanha é um sucesso. Em 15 dias, atingimos esta marca e ainda não realizamos nenhuma campanha na tv, o que deve acontecer a partir do próximo domingo. A expectativa é de que na primeira semana de dezembro o clube consiga atingir a primeira meta de cinco mil tijolos, o chamado primeiro lote - informou o vice de marketing do Flamengo, Henrique Brandão.
A iniciativa, popularmente chamada de “campanha do tijolinho”, marca o início do processo de modernização do CT Ninho do Urubu, em Vargem Grande, ainda com estrutura precária para atender a base e os profissionais. Os tijolos levarão os nomes dos torcedores e ficarão expostos em um dos muros do local, que terá espaço para 15 mil unidades. A obra está orçada em R$ 25 milhões, mas não será custeada apenas com dinheiro arrecadado pela campanha. Os dirigentes buscam novas parcerias. A inauguração do CT está prevista para o fim de 2012.
Para fortalecer a campanha, o Flamengo criou concursos que incentivam embaixadas, torcidas organizadas e escolinhas do clube espalhadas por todo o Brasil a participarem do projeto.
A venda ocorre de três formas: na sede do clube, no site oficial www.flamengo.com.br ou pelo telefone (21) 2125 7001 begin_of_the_skype_highlighting              (21) 2125 7001      end_of_the_skype_highlighting. O pagamento pode ser feito em até cinco vezes no cartão de crédito.

Fonte: globoesporte.com

Sósia de Léo Moura dá as caras em treino do Cruzeiro e chama atenção

Torcedor é fã do lateral e espero vê-lo com a camisa da Raposa em 2011
 Por Fernando Martins Y Miguel Belo Horizonte

Sósia Leo Moura Sósia de Leo Moura 'espiona' o treino do Cruzeiro
(Foto: Fernando Martins/Globoesporte.com)

‘Gente, o Léo Moura está espiando nosso time para levar informações para o Rio’ – disse uma torcedora em meio a um grupo de cruzeirenses que assistiam ao treinamento da equipe. Foi o que bastou para o torcedor Saulo Rocha, de 27 anos, ser o centro das atenções na Toca da Raposa.
Calado e apenas observando a atividade, Saulo se destacava na multidão com seu considerável moicano, tradicional corte de cabelo do jogador do Flamengo.
O cobrador de ônibus é cruzeirense fanático, como se define, mas também é fã do camisa 2 rubro-negro. E para o duelo de domingo, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, contra o time do sósia famoso, Saulo já sabe o que deseja.
- Espero que o Cruzeiro vença o Flamengo, mas que o Léo Moura jogue muito bem – declarou.
A semelhança entre os dois, ele garante que não está relacionada apenas ao físico.
- Jogo futebol e também sou lateral-direito. E o melhor é que nosso futebol é parecido – disse, sem modéstia.
Saulo ainda sonha em ver o ídolo com a camisa celeste já na disputa da Copa Libertadores do ano que vem.
- O Cruzeiro precisa de laterais para a Libertadores do ano que vem e, caso o Jonathan seja vendido, o Perrella (Zezé, presidente do clube) poderia buscá-lo no Flamengo. Tenho certeza que ele gostaria de vir para disputar uma Libertadores do que jogar a segundona – concluiu.


Fonte: globoesporte.com

Urucubaca para dar e vender. Má fase é a marca dos atacantes no Brasileirão

Nunca antes os jejuns de gols afetaram tanto os artilheiros brasileiros. Meias assumem a responsabilidade de balançar as redes


Quando comandava a Seleção Brasileira nas Eliminatórias de 1993, o vitorioso Carlos Alberto Parreira afirmou que o gol é um mero detalhe. O técnico balançou, Telê Santana quase assumiu mas, no ano seguinte, Romário resolveu a questão do "mero detalhe" e o Brasil sagrou-se tetracampeão mundial. Desde então, o escrete canarinho conquistou mais uma Copa do Mundo e vários outros artilheiros apareceram. Principalmente no Brasileirão, onde todos os anos pencas de jogadores despontam por todo o país balançando as redes adversárias.
Na edição deste ano, porém, não são somente os ‘matadores’ que estão se destacando. Seja pelas baixas médias de gols ou pelos grandes jejuns de tentos, alguns atletas renomados vêm levando ao pé da letra a frase dita por Parreira há 17 anos.
Levantamento realizado pelo GLOBOESPORTE.COM, levando-se em conta apenas jogadores com mais de dez jogos no Campeonato Brasileiro, revela que muitos atacantes estão devendo no quesito gol. Seja em time que briga na ponta da tabela, ou o pessoal da rabeira, a maré de azar afetou muitos jogadores conhecidos.

Montagem - Dentinho (Corinthians), Diogo (Flamengo), Washington (Fluminense), Caio (Botafogo) e Edu (Inter) 


Caio, Edu, Dentinho, Washington e Diogo são apenas alguns atacantes que estão de mal com o gol (Foto: Globoesporte.com)

Dos atacantes que já atuaram em mais de dez partidas, seis ainda não balançaram as redes dos adversários: Tony (Ceará), Wellington Amorim (Ceará), Roberson (Grêmio), Vinícius (Palmeiras), Patrick (Palmeiras) e Luan (Palmeiras). Para eles, a sorte não sorriu nenhuma vez neste Brasileirão. Mas teve gente que já balançou e continua em débito. Um bom exemplo é Caio, do Botafogo. O antigo xodó de Joel Santana deixou o adjetivo talismã de lado e marcou apenas uma vez no Brasileirão. Foram 33 jogos com a camisa do Glorioso, mas apenas oito como titular.
No Campeonato Carioca, porém, Caio entrava durante os jogos e resolvia. Daí o apelido de Talismã, com os sete gols que marcou na competição. Mas o fato de ser quase sempre reserva merece ser considerado, segundo um dos maiores ídolos da história recente do clube e grande conhecedor do caminho para as redes.
Quando se fica três, quatro jogos sem marcar, primeiro vem a ansiedade. Depois vem a cobrança. Tem de ter muita calma e tranquilidade para sair da má fase. Ir à igreja ou tomar um banho de sal grosso, porque a gente sabe que tem muito olho gordo por aí"
Túlio Maravilha, autor de 929 gols na carreira
- Ele não joga sempre como titular e começa as partidas no banco de reservas. Então temos de dar um desconto. Todo grande artilheiro passa por uma fase ruim – disse Túlio Maravilha.O próprio Túlio, autor de 929 gols, de acordo com as contas do atacante, já passou por momentos ruins ao longo da carreira. O pior, segundo ele, em 1990, quando defendia o Goiás e ficou dois meses sem marcar. O artilheiro de 41 anos, atualmente no Botafogo-DF, dá receitas bastante inusitadas para os atacantes colocarem a pontaria em dia.- Quando se fica três, quatro jogos sem marcar, primeiro vem a ansiedade. Depois vem a cobrança da comissão técnica, dos companheiros, dos torcedores e da imprensa. Tem de ter muita clama e tranquilidade para sair da má fase. Ir à igreja ou tomar um banho de sal grosso, porque a gente sabe que tem muito olho gordo por aí.

Urucubaca para dar e vender

Pelos frieza dos números, não se pode dizer que Washington esteja fazendo um mau Campeonato Brasileiro. Além de jogar pelo Fluminense, líder da competição, o atacante já marcou dez gols. Na prática, entretanto, a situação é um pouco diferente. O Coração Valente não balança as redes há 14 partidas. A cada oportunidade desperdiçada – e foram várias – os tricolores não conseguem entender aonde foi parar o jogador tantas vezes artilheiro de diversas competições, incluindo o Campeonato Brasileiro em duas oportunidades (2004 e 2008). O próprio Washington reconhece que, quanto mais o gol demorar a sair, mas difícil será marcar.
- A fase é meio diferente, estranha. A ansiedade atrapalha. É claro que incomoda. É complicado, é difícil. Mas graças a Deus o time está bem e não está sentindo falta dos meus gols – disse nesta semana em entrevista ao programa ‘Bem, Amigos!’, do SporTV, acrescentando que, nos treinos, tem conseguido colocar a bola na rede.
Além dele, vários outros atravessam ou atravessaram marés de azar. O Flamengo é o caso de maior destaque. Após atormentar os adversários com o ‘Império do Amor’ no primeiro semestre, o ataque rubro-negro parou no Campeonato Brasileiro. Chegou à impressionante marca de dez partidas sem marcar gols. Val Baiano, por exemplo, demorou 11 jogos com a camisa rubro-negra para balançar as redes. Diogo, contratado a peso de ouro, teve de esperar 12, até anotar seu único gol pelo clube, no jogo contra o Corinthians, pela 32ª rodada. O jogador, aliás, tem o mesmo número de gols que o goleiro Bruno, que fez apenas sete jogos na competição, antes de ser preso acusado do desaparecimento de Eliza Samúdio.

Meias assumem a responsabilidade

Com a má fase dos atacantes, os jogadores de meio-campo assumiram a responsabilidade de marcar gols. Em quase metade dos times do Brasileirão – oito dos 20 – os meias lideram a artilharia de suas respectivas equipes. Elias (Atlético-GO), Paulo Baier (Atlético-PR), Geraldo (Ceará), Bruno César (Corinthians), Montillo (Cruzeiro), Petkovic (Flamengo), Conca (Fluminense) e Fernandão (São Paulo) são os jogadores que mais marcaram por suas equipes.

O outro lado da moeda


Mas não é só de má fase e gols perdidos que vive o Brasileirão. Tem muito atacante fazendo bonito (confira a tabela acima). O principal deles é Jonas. Com 21 gols, o jogador do Grêmio também tem a melhor média entre os atletas que completaram dez jogos: 0,67 gol por partida. Entregue ao departamento médico do Fluminense durante a maior parte do campeonato, Emerson é o único a superar o gremista, com uma média de 0,77. No entanto, o Sheik entrou em campo somente em nove oportunidades e não entrou no levantamento.


Fonte: globoesporte.com